Que fim levou? Veja o que cada inscrito no Mundial de Clubes faz atualmente

Que fim levou? Veja o que cada inscrito no Mundial de Clubes faz atualmente       

Nesse domingo (24) a Rede Globo retransmitirá a final do Mundial de clubes de 2005, onde o São Paulo se sagrou tricampeão do torneio. A maioria do atletas já estão aposentados, e acabaram tomando rumos diferentes na vida. Hoje, irei mostrar o que cada um dos inscritos no torneio vem fazendo nas respectiva vidas.

Elenco tricolor antes da partida contra o Liverpool. (foto: Divulgação)

O treinador Paulo Autuori relacionou para a competição:  Rogério Ceni, Cicinho, Fabão, Edcarlos, Lugano, Júnior, Mineiro, Josué, Grafite, Danilo, Amoroso, Christian, Alex, Aloísio, Denílson, Fábio Santos, Renan, Flávio Donizete, Thiago Ribeiro, Richarlyson, Souza, Bosco e Flávio Roberto.

EM ATIVIDADE:

Dos que ainda seguem a carreira de jogador de futebol temos:

Fabio Santos, 34:

Fabio Santos em ação pelo Atlético Mineiro. (Foto:Divulgação)

Após sair do tricolor, o Lateral teve passagens por clubes como Santos, Grêmio, Corinthians e atualmente o camisa 6 defende o Atlético Mineiro

Edcarlos, 35:

Aos 35 anos de idade, o veterano zagueiro Edcarlos ainda não se despediu do futebol. Após se transferir do São Paulo ao Benfica, em 2007, o beque rodou por clubes como Cruz Azul no México, Desportivo Brasil, Seongnam FC da Coréia do Sul, Grêmio entre outros, até em Janeiro de 2020 se transferir para o Juventude, que atualmente disputa a segunda divisão nacional.

Souza, 41:

Souza em treino pelo Murici FC, seu atual clube. (Foto: Divulgação)

O incansável “Showza” aos 41 anos de idade segue atuando profissionalmente. Após se aposentar em 2018, o meia retomou a carreira para atuar pelo alagoano Murici Futebol Clube, onde lidera o campeonato local. Após passagem vitoriosa pelo tricolor, Willamis de Souza somou passagens por clubes como PSG, Grêmio, Fluminense, Portuguesa entre outras equipes.

Denílson, 32

O mais jovem do elenco, tendo 17 anos a época, o volante Denílson se encontra atualmente sem clube. Após passagens por Arsenal, Cruzeiro, retorno ao São Paulo, Cruzeiro e uma curta passagem pelo Botafogo-Sp, o meio-campista vem treinando de maneira independente desde abril de 2019.

Richarlyson, 37:

Após rodagem em clubes como Atlético Mineiro, Chapecoense, Grêmio, Vitória e até se aventurar no vôlei, o volante envolvido em polemica por não fazer parte injustamente da calçada dos ídolos e tricampeão brasileiro, atualmente defende o Noroeste.

Thiago Ribeiro, 34

O atacante com passagens por grandes clubes como Cruzeiro, Cagliari e Santos, disputou o campeonato paulista pelo Novorizontino até a parada pelo COVID-19. Seu contrato, que era apenas para a disputa do paulistão foi encerrado, e o veterano se encontra sem clube no momento.

Paulo Autuori, 63:

Paulo Autuori em treino no Botafogo. (Foto: Divulgação)

O treinador da equipe, muito vitorioso em sua carreira, com passagens pelo futebol japonês, búlgaro e seleção do Peru, atualmente se encontra treinando o Botafogo.

APOSENTADOS:

Rogério Ceni, 47:

Rogério Ceni no comando do Fortaleza. (Foto: ESPN Brasil)

Ídolo máximo da torcida são-paulina, o “mito” deixou os gramados após mais de 2 décadas de amor ao tricolor, para se transformar treinador. Com passagens por São Paulo e Cruzeiro, Rogério agora é treinador do Fortaleza, onde venceu títulos expressivos como a série B do campeonato brasileiro e a copa do nordeste, além de classificar o time para a Sul Americana 2020 e já é considerado ídolo do clube.

Bosco, 45:

Bosco após aposentadoria. (Foto: divulgação)

Aos 45 anos de idade, Bosco se aposentou do futebol em 2011 enquanto defendia o tricolor. O goleiro veio sem custos do Fortaleza em 2005 e ficou no clube até o fim de sua carreira. Atualmente, o mesmo mora nos Estados Unidos e é empresário de atletas.

Flavio Kretzer, 41:

O ex goleiro, com passagens por alguns clubes como Avaí, Sport, Novo Hamburgo, Brasil de Pelotas, encerrou sua carreira em 2017. Atualmente Flavio é diretor executivo de futebol non sub 20 do Avaí, clube onde o mesmo iniciou sua trajetória no futebol.

Goleiro Flávio relembrando os tempos de SPFC. (Foto: Divulgação)

Cicinho, 39:

Cicinho anunciando aposentadoria em coletiva. (Foto: Divulgação)

“Você ligou, você ligou para o Cicinho”. Com passagens pela Roma, os galácticos do Real Madrid e até copa do mundo no currículo, o ex lateral direito, atualmente é palestrante, após anunciar oficialmente sua aposentadoria do futebol no ano de 2018, em coletiva de imprensa no CT da Barra Funda.

Junior, 46:

Aposentado desde 2010, o ex lateral esquerdos, considerado por muitos um dos melhores da posição, Junior atualmente é empresário, virando dono de um restaurante. O lateral passou por clubes como Palmeiras, Parma, Atlético Mineiro e tem conquistas como uma copa do mundo em seu currículo.

Fabão, 43:

Fabão ainda em forma atuando na Legends Cup. (Foto: Divulgação)

Aos 43 anos de idade, apesar de aposentado, se engana quem acha que o mesmo largou os esportes. Praticante de jiu-jitsu e boxa, o zagueirão também seguiu no rumo empresarial e abriu uma empresa de construção civil.

Alex Bruno, 38:

Aposentado desde 2018, o zagueiro que foi peça importante na conquista do tri da américa atualmente é dono de uma barbearia e gerente do Camboriu Esporte Clube.

Diego Lugano, 39:

Diego Lugano, agora diretor tricolor. (Foto: Divulgação)

Grande ídolo da torcida, Lugano voltou ao São Paulo em 2015, e se aposentou no ano de 2017. Atualmente, o eterno capitão da Celeste é dirigente no tricolor e ocupa o cargo de Superintendente de Relações Institucionais.

Flavio Donizete, 36:

Aposentado desde 2019, após tentar defender a portuguesa, o defensor que ficou muito tempo parado por conta de uma lesão, acabou se envolvendo com drogas, e teve que vender sua medalha de campeão mundial em decorrência da dependência.

Mineiro, 44:

Mineiro em visita ao CT em 2016. (Foto: Divulgação)

Autor do gol que garantiu o título mundial para o tricolor em 2005, o gaúcho Mineiro após o campeonato brasileiro de 2006 se transferiu para o Herta Berlin da Alemanha, indo posteriormente para Chelsea e Schalke 04 e se aposentou em 2012 jogando no TSV Marl-Hürs da Alemanha. Atualmente, morando na Austrália, o mesmo é palestrante, dono de projetos sociais e embaixador do torneio Legends Cup.

Josué, 40:

Aposentado desde 2015, a eterna dupla de Mineiro com passagens por Wolfsburg, Atlético Mineiro e Seleção brasileira atualmente Josué gerencia uma série de empreendimentos como: uma fazenda, uma empresa de gerenciamento de carreiras para atletas, uma loja de veículos e uma clínica de diagnósticos de imagem.

Danilo, 40:

Aposentado desde 2019, quando defendeu o Vila Nova, o meia ainda não deu um novo passo e se encontra “curtindo” sua aposentadoria. Com passagem pelo futebol japonês, Corinthians, recentemente o meia declarou que o Liverpool em 2005 foi um adversário mais duro de enfrentar do que o Chelsea em 2012.

Renan, 35:

Renan visita o Morumbi. (Foto: UOL)

Naturalizado italiano, o volante que se aposentou no ano de 2019 sempre foi declaradamente torcedor tricolor, e se envolveu em polemica quando foi à arquibancada do Morumbi assistir o clube do coração enquanto defendia a Portuguesa, sendo dispensado pela Lusa graças a ida ao estádio. Atualmente, Renan que foi peça importante na conquista da Libertadores, se encontra focado no estudo do futebol, para seguir na área técnica do esporte.

Christian, 45:

Aposentado desde 2011, o atacante atualmente presta consultoria para clubes europeus, e atua como scouter de jogadores, seguindo assim, na área do futebol.

Grafite, 41:

O único reserva utilizado por Paulo Autuori no mundial de clubes, o “Graffa” se aposentou no ano de 2018, quando jogava no Santa Cruz. O atacante com bela passagem pelo Wolfsburg da Alemanha, atualmente é comentarista esportivo do Grupo Globo.

Amoroso, 45:

Ídolo no São Paulo, Guarani e Borussia Dortmund, Marcio Amoroso se aposentou do futebol em 2010, no Bugre de Campinas. Atualmente o craque é comentarista na ESPN.

Amoroso e Aloísio na despedida de Rogério Ceni. (Foto: Divulgação)

Aloísio Chulapa, 45:

Morador honorário de Atalaia-AL, e torcedor fanático tricolor o “Chula” se aposentou no ano de 2017, quando defendia o Nova Conquista. Atualmente, o pai do Rogérinho Ceni que já passou por clubes como PSG e Saint-Ettiene (onde foi capitão) é dono da sua própria marca de cerveja, ou como ele mesmo diria “danone”.

Murilo Zanardi

@murilozanardi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.