Furdunço by Adriane Falcão

A venda de Anthony significará alguma coisa em termos financeiros para o SPFC?

Para que criar pequenas estrelinhas se nunca conseguirão chegar a ser ídolos do clube???

Porque #ForaLeco conseguiu na sua indi-gestão causar úlceras, gastrites e afins nos torcedores tricolores; afinal foram arrecadados 605 milhões (ACREDITEM 605 milhões!!!) e a dívida que seria zerada está em 180 milhões, fora as outras…

– #ForaLeco cadê os 0000000 da dívida?

– Cadê o $$$ do clube?

Deve estar nos Ytalos, Lucios, Maicosueis, Nenês, Evertons Felipes, Trellezzzz da vida não é mesmo???

Bom mesmo é não ter ônibus personalizado e ir de fretado!!!

Bom mesmo é refazer um estatuto do clube com a cara do século XIX.

Bom mesmo é ter como técnico um cara que fracassou no FRUFRUminense.

Diniz é o bom, não prestam Ceni, Bauza, Osório.

Bom é vender as pequenas jóias dos juniores e contratar bagaços e veteranos.

Bom é NÃO ter Sócio Torcedor, porque não temos de verdade!

Bom é termos o eficiente Setor de Marketing, especialista em venda de copos.

Bom mesmo é a cada ano, na época das chuvas, ter a sede social, vestiários e outros locais inundados. Para quê protestar, pedir, solicitar, exigir ações da prefeitura e do governo do estado…

Bom mesmo é expor ídolos do clube e queima-los na fogueira da vaidade do presidente!

Só não chegou a ótimo porque não conseguiu aperfeiçoar seu plano maquiavélico e rebaixar o clube. Chegou perto!

Infelizmente a contagem regressiva para esse inferno de gestão ainda apresenta 300 dias.

Esse não é o Exterminador do Futuro, ele é o Exterminador do presente tricolor e foi o exterminador destes últimos anos.

É uma mancha na história tricolor.

Deveria ser banido do clube junto com outro cancro chamado Aidar, mas é bajulado por sexagenários babões conselheiros.

Esse é o nosso pesadelo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.