E os meninos do São Paulo estão crescendo!

(Foto: Rubens Chiri | saopaulofc.net)

Quem assistiu aos jogos do tricolor pela Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2020 tem a nítida noção do que o título desta nota esta afirmando. O São Paulo que derrotou nesta quinta-feira (16/01) o Coritiba  em jogo valendo pelas oitavas de final do torneio, pouco tem haver com o São Paulo que jogou a primeira fase desta mesma competição.

Na fase de grupo as atuações do tricolor estavam tão ruins que, nas redes sociais, alguns torcedores brincavam que o time júnior parecia treinado pelo Fernando Diniz apresentando um futebol burocrático, sem compactação e com muitos erros de finalização. A estréia no dia 04 de janeiro foi contra o Operário-PR num morto empate de zero a zero. Depois aplicaram a maior goleada dessa edição da competição sobre o fraquíssimo Palmeira-RN e encerramos a primeira fase com outro empate, este em 1×1, contra o EC São Bernardo-SP, no qual somente se classificou devido a um belo gol de falta do lateral Anilson. Qualquer pessoa menos fanática percebia que as atuações do tricolor não o credenciavam a ir muito longe na Copinha.

Na segunda fase o técnico Orlando Duarte mexeu na escalação inicial do time e sacou o sonolento Talles (um dos são paulinos campeões do mundo sub-17 pela seleção brasileira no ano passado) e montou o meio campo com Antonio e Gabriel Falcão (não são parentes) e o volante Marcos Jr. Além disso colocou o excelente Maia, ponta rápido e com boa finalização, dividindo o setor ofensivo com Galeano e Juan. O lateral Anilson se machucou dando espaço para a entrada do Sena na direita, o que melhorou muito o poder ofensivo da equipe. O time mudou também na disposição tática, os setores jogaram mais próximos e com apoio. O paraguaio Galeano começou a entregar mais futebol. O São Paulo goleou o Flamengo-SP por cinco a zero tendo o domínio total do jogo.

Naquele ponto, os pessimistas poderiam dizer que foi uma noite inspirada e apenas isso, então a veio a terceira fase da Copinha, o adversário era o tradicional Santa Cruz-PE e tivemos outra atuação de gala do tricolorzinho. O placar foi apenas 2×0 não fazendo justiça ao domínio do tricolor paulista sobre o tricolor pernambucano. E ontem, o pessimismo foi totalmente sepultado com uma atuação forte e convincente sobre o Coritiba, que levou o São Paulo as quartas de final da Copinha contra o Oeste-SP. Espero que os torcedores tenham profetizado e que o time do Fernando Diniz jogue igual ao time dos Juniores.

Alexandre Drumond

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.